• Compartilhe:

Código de Ética

CÓDIGO DE ÉTICA PASCHOALOTTO
Versão Atualizada em Julho de 2016

Apresentação
Objetivo e Abrangência
Princípios Gerais
Relações com Clientes
Relações com Concorrentes
Relações com Fornecedores e Parceiros
Relações com Órgãos Governamentais e Reguladores
Relações com Comunidades
Relações com Imprensa e Publicidade
Relações com Sindicato, Associação e Entidades de Classe
Relações Internas
Conflito de Interesses
Informações Confidenciais
Conduta Pessoal
Relação de Parentesco
Brindes, Presentes e Cortesias
Uso do Patrimônio da Empresa
Segurança e Continuidade da Atividade
Situações Éticas – Conduta perante Dúvidas
Termo de Responsabilidade e Compromisso de Adesão ao Código de Ética da Paschoalotto


Caro(a) Cliente Interno(a),
As empresas experimentaram nos últimos anos um crescimento além do esperado em qualquer mercado. Diante do crescimento, tomamos medidas e estabelecemos estratégias das mais profissionais possíveis e já homologadas por outras empresas e instituições.
Entre elas, a que ora apresentamos a V.Sa. e a todos os seus comandados: O CÓDIGO DE ÉTICA DA PASCHOALOTTO.
Repetindo, tal iniciativa já foi tomada pela maioria dos nossos clientes parceiros, entre eles muitas das maiores empresas do país.
Após refletida leitura e protocolo de recebimento, esperamos que todos, gerentes, gestores e coordenadores façam a devida divulgação do conteúdo aos nossos clientes Internos, sejam eles celetistas, estagiários ou mesmo advogados associados, bem como a todos que, de algum modo, tenham relação estreita de prestação de serviços para a Paschoalotto.
Ele será a nossa Constituição nas relações éticas, morais e profissionais para todos os componentes da Paschoalotto, sejam eles sócios, diretores, gerentes e clientes internos, em todas as unidades da Paschoalotto, norteando, doravante, nossos comportamentos, não só nos limites da empresa, mas em todas as relações dos nossos clientes internos com o mercado, os clientes parceiros, as instituições, a sociedade, etc.
Estamos à sua disposição para esclarecer dúvidas, mas atente para a abrangência dessas normas, sua interpretação, pois é nosso intuito que, a partir de agora, nos equiparemos às mais importantes instituições empresariais brasileiras.
Rodrigo Paschoalotto
Presidente



 

 

APRESENTAÇÃO
Objetividade e Abrangência
O Código de Ética da Paschoalotto aplica-se a todos os clientes internos, associados, estagiários, gestores, líderes e diretores de todas as Empresas que compõem a Paschoalotto, incluindo todas as filiais e/ou escritórios de representação, controlados diretamente pela Paschoalotto.
O Código de Ética contém normas pelas quais todos os colaboradores acima listados devem pautar suas condutas funcionais nos relacionamentos interno e externo, cabendo aos Diretores, Gerentes e lideranças em geral, no âmbito de suas respectivas atribuições, zelar para que este Código seja amplamente divulgado e adequadamente cumprido.
O Código de Ética contém regras gerais da Empresa e dificilmente abrangerá todas as situações de conflitos e comportamento corporativos. Nesses casos, o assunto deverá ser levado a Ouvidoria da Paschoalotto, canal institucional e imparcial que analisará e caso necessário direcionará ao Comitê de Ética para providências e a Diretoria ou Presidência para aprovação.

Princípios Gerais
A imagem e a reputação da integridade da Paschoalotto foram construídas e formadas pelo comportamento e postura de seus clientes internos e representantes, em todos os níveis hierárquicos, ao longo de toda a sua história, portanto é importante que cada integrante da nossa equipe mantenha um comportamento adequado em todas as áreas da empresa, principalmente nas áreas de uso comum, como nos Átrios e corredores onde temos que evitar gestos que demonstrem intimidade e ou afetividade entre as pessoas, buscando cada vez mais, uma postura condizente ao ambiente corporativo. Uma boa reputação é algo frágil que precisamos proteger continuamente, pela condução leal e honesta de todos os nossos negócios, obedecendo não só ao texto, como também ao espírito da lei.
Assim sendo, a conduta de todos os clientes internos deverá ser norteada por padrões éticos, pelos quais são incentivados e responsabilizados, regidos pelos seguintes princípios:
1. a) Agir com integridade, competência, dignidade e ética quando lidarem com o público, clientes internos e externos, fornecedores, associados e/ou membros dos órgãos públicos;
2. b) Conduzir as transações pessoais e comerciais em conformidade com o texto, o espírito e a intenção das leis e regulamentos aplicáveis.
3. c) Preservar a imagem e o patrimônio da Paschoalotto;
4. d) Trabalhar em equipe, num ambiente de respeito mútuo, esforçando-se para manter o ambiente de trabalho agradável, cooperando para que sejam atingidos os objetivos e propósitos da Paschoalotto;
5. e) Manter confidencialidade quanto às informações as atividades referentes ao trabalho realizado na área em que atua ou qualquer outra informação estratégica da Empresa;
6. f) Não atender a pressões e recusar vantagens que visem à obtenção de favores ou benesses pessoais que possam influenciar suas decisões na atuação profissional;
7. g) Evitar qualquer forma de constrangimento às pessoas no ambiente de trabalho.

Relações com Clientes
A Paschoalotto acredita que a relação com o cliente deve ser pautada no espírito de parceria de longo prazo. Para que isso ocorra, TODOS os clientes internos deverão atender aos clientes com cortesia, clareza, transparência, eficiência, respeito, com “espírito de servir”, objetivando atender às suas necessidades e expectativas, com alto nível de comportamento ético e profissional.
Deve ser evitado o tratamento preferencial a qualquer cliente por critérios pessoais, por sentimento ou interesse pessoal.

Relações com Concorrentes
Acreditamos que o relacionamento com os concorrentes de mercado deve ser baseado na concorrência leal.
Nossa competitividade é exercida com base nesse princípio e na qualidade de nossos s serviços e soluções.
Devem-se evitar comentários que possam afetar a imagem dos concorrentes, criar ou divulgar boatos que possam prejudicá-los.
É terminantemente proibido fornecer informações confidenciais ou estratégicas de propriedade da Paschoalotto, sem a autorização específica da Diretoria e/ou da Presidência.

Relações com Fornecedores e Parceiros
A Paschoalotto tem compromisso com seus fornecedores quanto à probidade e lisura nos processos de compra e/ou contratação de fornecedores e parceiros, baseando-os em critérios técnicos, profissionais, éticos, melhores práticas de mercado, boa reputação, objetivando o melhor retorno em termos de custo e qualidade.
É terminantemente proibido receber comissões, vantagens e presentes dos fornecedores, devendo ser comunicados à Comissão de Ética quaisquer oferecimentos dessa natureza.
É vedado a todos, no exercício de sua condição funcional, obter privilégios de preços ou de outra natureza, para aquisição de bens para uso pessoal, como também ter relação de emprego ou participação em sociedade que possam causar conflito de interesse nas relações negociais.
A Paschoalotto segue a Lei Nº 12.846/13 e tem firmado junto aos seus fornecedores e prestadores de serviços o Código de Conduta Ética Empresarial Paschoalotto: Princípios Anticorrupção e Antissuborno e Relação Trabalhista. Tendo ainda o canal de Ouvidoria citado acima como o canal para qualquer denúncia ou reclamação também relacionado a este assunto.

Relações com Órgãos Governamentais e Reguladores
É vedada qualquer forma de pagamento ou oferecimento de benefício a uma autoridade ou a um servidor da administração pública direta ou indireta, nos 3 níveis de governo (municipal, estadual e federal), visando à obtenção de vantagens.
Deve-se evitar a manifestação de opiniões sobre atos ou atitudes de funcionários públicos, bem como se evitem comentários de natureza política.


Relações com Comunidades
As relações com as comunidades nas quais a Paschoalotto atue devem ser pautadas pela cortesia, parceria, transparência, civilidade, atitude construtiva, respeito mútuo, buscando sempre preservar a imagem da Empresa e as boas relações com os seus vizinhos e/ou comunidade.

Relações com Imprensa e Publicidade
O relacionamento da Paschoalotto com a imprensa é pautado no compromisso de disponibilizar informações precisas e transparentes, de acordo com princípios éticos, obedecendo à legislação vigente, de forma a manter a relação de confiança com os meios de comunicação e a imagem positiva da Empresa junto à opinião pública.
Toda matéria a ser publicada nos meios de comunicação relacionada à Paschoalotto deverá ter prévio conhecimento da área de Comunicação e Marketing e da Diretoria da Paschoalotto, com autorização expressa de divulgação da matéria a ser veiculada.
As ações de publicidade e propaganda da Empresa seguem princípios éticos, a legislação e os códigos profissionais vigentes no país e são praticadas com transparência, veracidade e respeito aos princípios da livre concorrência.
Não serão autorizadas ações isoladas de marketing que não obedeçam aos critérios e padrões definidos pela Diretoria e a área de Marketing.

Relações com Sindicato, Associações e Entidades de Classe
A Paschoalotto reconhece os órgãos sindicais como representantes legítimos dos empregados e busca manter com eles um relacionamento harmonioso, com o objetivo de negociar reivindicações de seus  clientes internos, em alinhamento com as estratégias da Empresa. Ressalve-se, no entanto, a prerrogativa inalienável da Empresa relacionar-se diretamente com os clientes Internos e conduzir as questões que envolvam as relações trabalhistas.
Reconhece, também, as associações e entidades de classe, legalmente constituídas, para manter diálogos de entendimentos para atender às necessidades das partes, buscando soluções adequadas.
O relacionamento com sindicatos e associações baseia-se em fatos e dados, fundamentados sobre informações realistas e transparentes.
A Paschoalotto se compromete a manter seus clientes internos informados sobre os assuntos de seu interesse decorrentes das negociações.

Relações Internas
O relacionamento da Paschoalotto com seus clientes internos e externos pauta-se pelo respeito e cumprimento da legislação em vigor, nos contratos, acordos assinados em negociações coletivas e regulamentos internos da Empresa. A Paschoalotto prima pela manutenção de um Clima Organizacional saudável e harmonioso para a realização profissional de seus clientes internos e externos, dentro de um ambiente de trabalho produtivo, saudável, seguro e de respeito mútuo, em que a responsabilidade individual seja exercida em sua plenitude, com adequada qualidade de vida em suas unidades de negócio. A Empresa mantém os seus clientes internos informados sobre seu desempenho profissional, de forma individual e confidencial.

Conflito de Interesses
O princípio geral que orienta a política de conflitos de interesses da Paschoalotto determina que todos nós devemos evitar as situações em que os interesse pessoais dos clientes internos possam ou pareçam conflitar com os interesse da Empresa ou de seus fornecedores.
Um possível conflito de interesse existirá sempre que nós (ou um parente próximo) tivermos interesse direto ou indireto em qualquer transação ou proposta que envolva a Paschoalotto, a ponto de poder afetar nossa decisão.
O simples indício de conflito de interesse pode ser tão nocivo à reputação da Paschoalotto quanto o fato verdadeiro e pode ser até mais difícil de distinguir pelas pessoas envolvidas.
Todos os relacionamentos com os clientes devem ser confidenciais. As negociações devem ser conduzidas com prudência, as decisões devem ser objetivas. A sinceridade no trato com nossos colegas de trabalho é imprescindível e não podemos fortalecer nossa posição pessoal em virtude da associação com a Paschoalotto.

Informações Confidenciais
Informações produzidas no ambiente Paschoalotto – Todo trabalho técnico, redação, invento, ensaio ou projeto desenvolvidos para atender aos interesses da Empresa, produzidos durante o período em que seu autor estiver prestando serviço a Paschoalotto, serão de propriedade única e exclusiva da Empresa.
São consideradas informações confidenciais: cadastros, dados técnicos sobre soluções e produtos, objetivos, estratégias, táticas, dados comerciais, orçamentos anuais, planejamento de curto e longo prazo, volume e condições de vendas, resultados de pesquisas, dados estatísticos, financeiros, contábeis, bem como quaisquer outras informações ou dados que estejam vinculados ou relacionados com o interesse da Empresa.
Todos os clientes internos têm o dever de preservar as informações e não dividi-las com outros, inclusive colegas, a menos que seja por motivo legítimo de trabalho.
Da mesma forma não é lícito fazer comentários sobre negócios da Empresa em locais públicos, com familiares, em momentos de lazer, e principalmente, com concorrentes.
Informações de Clientes – Os clientes esperam da Paschoalotto e de seus clientes internos, tratamento na mais estrita confidencialidade das informações sobre eles e de seus respectivos clientes.
Cuidados especiais – Todos os clientes internos deverão trancar todos os documentos e informações relativas aos clientes no final do expediente, em gavetas ou arquivos próprios, mantendo seu posto de trabalho livre para limpeza e com a segurança adequada. Os clientes internos devem também estar atentos a qualquer descarte de papeis, documentos ou arquivos que contenham informações sigilosas ou sobre procedimentos, normas ou estratégia da empresa e/ou parceiros e priorizando a utilização da máquina fragmentadora de papéis.
Os locais de acesso, após o expediente, deverão ser de circulação restrita e controlada.
O acesso às salas de arquivos (físicos e eletrônicos) será permanentemente controlado.
Não se admite a utilização ou a divulgação de quaisquer informações confidenciais da Empresa para qualquer propósito pessoal, com benefícios para si ou para terceiros.
A Paschaolotto formaliza ainda junto a todos os clientes internos a Política de Segurança da Informação, esta validada e assinada pela vice-presidência e gerência de Tecnologia da Informação, onde constam todas as especificidades sobre sigilo e confidencialidade das informações e responsabilidades de cada um.
As pessoas que possuem acesso às informações mais sensíveis e são de áreas técnicas assinam ainda um termo de responsabilidade de sigilo das informações.

Conduta pessoal
A imagem da Paschoalotto deverá ser preservada e defendida por todos os clientes internos. Sempre que estiverem representando a Empresa, seja pessoal ou virtualmente, ou mesmo em ambiente comum com mais colegas de trabalho, deve-se observar as leis vigentes e empregar os melhores princípios éticos e morais em sua conduta.
Ainda que estejam em momentos de lazer, fora do expediente de trabalho, os CIs devem ter em mente que a imagem da empresa está vinculada a eles a todo tempo.
Da mesma forma, a Paschoalotto recomenda que os CIs utilizem, com responsabilidade, as mídias sociais.
Portanto, não é permitido que o cliente interno poste, compartilhe ou interaja com nada que possa vir a prejudicar a imagem da empresa nas mídias sociais ou em ambiente virtual. Dessa forma, entende-se claramente que o CI está ajudando a propagar conteúdos ofensivos e/ou difamatórios. Seja por iniciativa própria ou por conivência, o descumprimento desta diretriz é passível de punições disciplinares e medidas judiciais cabíveis. Para orientação específica, acesse o Manual de Conduta em Mídias Sociais completo no http://portal.paschoalotto.com.br.
Os clientes internos não poderão ter outro empreso ou atividades paralelas que prejudiquem o exercício eficiente de suas funções na empresa.

Relação de Parentesco
A Paschoalotto permite a contratação de parentes desde que o desenvolvimento das atividades não propicie:
- manter subordinação direta ou indireta;
- verificar, auditar ou afetar o trabalho um do outro;
- influenciar a progressão salarial um do outro.
Exceção: Os Sócios, Diretores, Gerentes, Gestores, Supervisores, Coordenadores e Assessores que ocupem cargos de confiança não poderão contratar novos parentes em qualquer nível e departamento, salvo se devidamente comprovado a experiência na área de atuação do parente ora candidato, após aprovação em processo seletivo pelo RH da empresa e expressa autorização da Diretoria e Presidência Executiva.
Os que trabalham atualmente e que tenham relação de parentesco com alguns funcionários da Paschoalotto poderão manter tal condição.
As demais exceções deverão ser tratadas pela área de Recursos Humanos, com aprovação expressa da Diretoria e/ou Presidência da Empresa.
Brindes, Presentes e Cortesias
Não devem ser aceitos, nem oferecidos presentes, comissões, ou quaisquer outras vantagens de caráter pessoal, de clientes externos ou fornecedores, direta ou indiretamente, valendo-se de seus cargos e funções da Paschoalotto. Os brindes poderão ser recebidos ou oferecidos, desde que devidamente caracterizado:
- Não ultrapassar o valor de meio salário mínimo;
- Estar devidamente identificado com o logotipo ou nome da entidade ofertante;
- Observar sempre as informações constantes no Termo de Conduta Ética Empresarial Paschoalotto - Princípios Anticorrupção e Antissuborno, o qual está disponível o acesso a todos clientes internos no Portal Paschoalotto através do endereço: http://portal.paschoalotto.com.br e em nosso site: www.paschoalotto.com.br

Uso do Patrimônio da Empresa
Todo o patrimônio da Empresa deverá ser protegido e preservado, dentro e fora do ambiente de trabalho.
Considera-se patrimônio: bens físicos e intelectuais da Paschoalotto, que inclui sua marca e demais bens intangíveis, bens móveis e imóveis, tecnologia, estratégias de negócios e de comercialização, informações, pesquisas e dados.
O patrimônio da Empresa não pode ser utilizado para a obtenção de vantagens pessoais e nem fornecido a terceiros, para quaisquer fins, salvo em caso de exceções aprovadas pela Diretoria ou Presidência.

Segurança e Continuidade da Atividade
A Paschoalotto preza pela segurança e bem-estar de todos os seus clientes internos.
A continuidade das atividades é que garante a manutenção do emprego de todo o quadro funcional.
Portanto, é de suma importância para a Empresa e para os clientes que a contratam, a minimização dos riscos a que os líderes são expostos.
Não é recomendada viagem de três ou mais executivos da Empresa com o mesmo meio de transporte, seja veículo automotor (carro e ônibus) ou mesmo em aeronaves, cuja combinação coloque em risco a continuidade das atividades da área ou da Empresa.
O executivo deverá ter consciência sobre a preservação do seu back-up.
Para esse fim, são considerados executivos os profissionais em cargo de liderança como Supervisor, Coordenador, Gestor, Gerente, Diretor e Diretor-Presidente.
Férias – Os executivos da Empresa deverão programar suas férias anuais de tal forma que as atividades da sua respectiva área tenham sempre um líder substituto que possa tomar decisões em seu lugar e que mantenha a plena continuidade das atividades.

Situações Éticas – Conduta perante Dúvidas
Em caso de situações que não são mencionadas no presente código, é necessário encaminhar para análise e conhecimento da área de Ouvidoria e Comitê de Ética, pelo e-mail: ouvidoria@paschoalotto.com.br e comitedeetica@paschoalotto.com.br










 

 


Termo de Responsabilidade e Compromisso de Adesão ao Código de Ética; Manual Interno de Procedimentos da Paschoalotto e Política de Segurança da Informação.
Eu,________________________________, integrante da Paschoalotto, declaro:

1. ter recebido, neste ato, cópia do “Código de Ética da Paschoalotto” destinado aos clientes internos da Paschoalotto;
2. ter conhecimento do inteiro teor do referido Código de Ética e estar de pleno acordo com suas normas, que li e entendi, comprometendo-me a cumpri-los fielmente durante toda a vigência de meu contrato;
3. ter recebido esclarecimentos quanto ao Manual Interno de Procedimentos – MIP da Paschoalotto e Política de Segurança da Informação e estar ciente que terei acesso, mesmo fora da empresa, para consultá-lo através do Portal Paschoalotto e que deverei ler e ter  conhecimento do inteiro teor das normas constantes no manual comprometendo-me a cumpri-lo fielmente durante toda a vigência de meu contrato;
4. ter ciência de que o Manual Interno de Procedimentos – MIP é atualizado frequentemente, sabendo que as atualizações serão comunicadas via e-mail ou outro meio de comunicação disponível, devendo ser seguido sempre a última versão em vigência e que a Política de Segurança da Informação é atualizada semestralmente e a divulgação sobre a atualização também é comunicada pelos mesmos meios de comunicação;
5. ter conhecimento de que a não observância das regras constantes nestes materiais  acarretará as punições disciplinares cabíveis de acordo com a gravidade e frequência do ato praticado, podendo acarretar até mesmo a dispensa justificada;
6. ter conhecimento também de que o Comitê de Ética analisará as infrações ao Código de Ética, sugerindo à liderança a respectiva sanção, que poderá inclusive acarretar desligamento por justa causa do funcionário infrator, sem prejuízo de eventual responsabilização civil e criminal.

____________________,____de____________de_____.