Fluxo de caixa: você está fazendo corretamente em sua empresa?

Compartilhe

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Para se ter uma visão mais assertiva de seu negócio, e não somente olhar para entradas e saídas que possivelmente serão sazonais, é preciso entender o que é um fluxo de caixa.

Se um dono de negócio olhar apenas para o dinheiro que entra das vendas ou contratos, pode ser levado a uma visão errada sobre sua empresa. Um pico nas vendas ou a data de vencimento dos contratos cria uma impressão de que tem dinheiro sobrando, mas sem olhar os gastos que vêm pela frente, essa informação sobre a realidade financeira da empresa fica escondida. Por isso, para esse controle ser efetivo é necessário garantir registros detalhados de tudo com disciplina.

Em uma visão diária, semanal ou mensal, ele já oferece instrumentos de verificação e análise para seus negócios.

Para tornar o processo mais eficiente, todas as receitas e despesas, por menores que sejam, precisam ser registradas. É comum, em pequenas empresas, que essa organização comece por planilhas, mas o mais recomendável é avançar rumo a ferramentas mais completas, como um software.

A partir dai, que é o básico de uma gestão financeira, contaremos com uma verdadeira base de dados, e dessa forma o empresário tem os subsídios necessários para a tomada de decisões.

Portanto, realizar o fluxo de caixa te deixa mais próximo da realidade do negócio, proporciona uma visão mais analítica contando com números reais para diagnosticar a saúde financeira do seu CNPJ.

Vantagens:

Uma organização efetiva em todas as entradas e saídas, não só lhe proporcionará segurança como também muitas ideias de como administrar a sobra ou a falta de recursos financeiros, assim refletindo lá na ponta.

Onde estou colocando o meu dinheiro?

Ter muito claro onde estou empregando meu caixa, ou o que farei com a falta dele. Cortar custos indevidos, recuperar créditos – onde o Pagou Fácil pode te ajudar. E possivelmente investir caso tenha sobra, o que trará mais resultado para seu negócio.

Excluir a possibilidade de ser pego desprevenido!

Com o planejamento completo você terá controle se no mês devido faltará ou sobrará caixa, se antecipando com empréstimos, ou terá guardado meses antes para este momento.

Nunca mais contas atrasadas por falta de controle

Evitando os juros pagos com o atraso de contas, pois com tudo atualizado diariamente o esquecimento será descartado, fazendo toda a diferença no final do mês.

Crescimento

Definir o retorno esperado de investimentos bem feitos só será possível com planejamento financeiro, que se dá através do fluxo de caixa controlado, proporcionando a facilidade de identificar quais meses sobrará dinheiro para expansão, investimentos, desenvolvimento de um novo produto.

Fluxo de caixa facilita, possibilita e realiza:  

  • Analisar qual o melhor momento para realizar investimentos;
  • Avaliar se há necessidade ou não de capital externo para desafogar o caixa;
  • Criar estratégias de compras, avaliando melhor forma de pagamento;
  • Comparar o previsto e realizado, conseguindo uma melhor visualização de erros e acertos.

Passo a passo de um bom fluxo de caixa:

Saldo inicial da empresa

Para criar uma gestão financeira da sua empresa solida, primeiro passo é saber quanto que ela tem em caixa, quanto tem disponível.

Classifique suas receitas e despesas

Classificar as receitas e despesas neste momento sera muito útil la na frente, quando quiser fazer uma análise mais profunda das origens dos recursos, assim reduzindo ou cortando o necessário. Não existe regra, um exemplo é separar os lançamentos por aluguéis, telefone, material de escritório, salários, luz etc.

Registre todas as entradas de caixa do período

Passe a registrar tudo o que a empresa tem a receber em um período predeterminado. Para projetar o fluxo de caixa, o recomendado é considerar um período de 12 meses, como falei no início. Vamos registrar recebimentos a vista ou a prazo, contas a receber, qualquer entrada de dinheiro, com datas bem definidas.

Registre todas as saídas de caixa do período

Anote tudo que a empresa tem a pagar, no curto, médio e longo prazo. Os valores podem ser estimados se for o caso, mas não deixe de anotar.

Atualize e corrija os lançamentos de seu fluxo de caixa 

Sempre atualizando os lançamentos antigos e colocando os novos, por exemplo, existem alguns lançamentos que mudam a cada mês (conta de luz é um deles), assim causando diferença no saldo do seu caixa, afetando seus projetos para o que sobrou.

Portanto, a dica foi e sempre será arrumar formas de otimizar este fluxo de caixa da melhor maneira possível, e o Pagou Fácil pode muito lhe ajudar com o recebimento de contas. Sabe aquele valor que você já nem pensa mais em receber de clientes que estão inadimplentes? Pois é! Com o Pagou Fácil você insere esses contratos na plataforma e deixa a recuperação digital com quem entende!

 

kesia-kupper

Kesia Kupper tem mais de 17 anos de experiência no mercado financeiro. É cientista econômica com certificação CPA20 e MBA em Relações com Investidores. Faz parte do time de especialistas do Pagou Fácil como colaboradora de conteúdo no nosso blog, com os principais assuntos de finanças e economia pra você!

Posts recomendados
Deixe um comentário