Planos de Saúde: 5 dicas de como lidar com a inadimplência

Compartilhe

Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter

Um dos maiores desafios de quem lida com pagamentos recorrentes é saber como lidar com a inadimplência de forma eficiente. Afinal de contas, esta situação pode causar grandes prejuízos às finanças do negócio e comprometer outras áreas. 

Por isso, traçar um plano com ações preventivas e estudar sobre o assunto são atitudes imprescindíveis para que você saiba como lidar com a inadimplência da melhor forma possível. Pensando nisso, reunimos algumas dicas especiais, para te ajudar neste momento. Confira abaixo! 

Como lidar com a inadimplência em planos de saúde: 

1. Acompanhe de perto os números todos os dias 

Um dos primeiros passos para diminuir o número de clientes inadimplentes é acompanhar diariamente os números gerais. Este panorama geral é fundamental para que você entenda o que está acontecendo, busque por tendências e identifique possíveis falhas no processo. 

Este acompanhamento também te ajudará a gerar insights sobre a situação e pensar em soluções. Gerar relatórios e analisar com cuidados os números faz toda a diferença, já que essas métricas podem ser úteis também em casos de prorrogação. 

Vale ressaltar que esta pode ser uma tarefa que envolve diversas pessoas, então manter o time alinhado é muito importante. 

2. Crie uma régua de cobrança 

A régua de cobrança irá determinar os espaços de tempos e meios utilizados para notificar o seu cliente sobre o pagamento atrasado. Ter esses dados esclarecidos irá facilitar o processo de cobrança para os responsáveis. 

Você também pode utilizar esta régua de cobranças para criação de lembretes quando a data de pagamento estiver próxima. 

De forma geral, o principal objetivo da régua de cobranças é prevenir a inadimplência e reforçar aos clientes inadimplentes, que o contrato deve ser honrado. Tudo isso de forma objetiva e educada. 

3. Identifique os diferentes tipos de devedores

Um cliente pode atrasar o pagamento por diversos motivos, por essa razão é importante que você consiga identificar cada situação e tenha estratégias para lidar com cada uma delas. 

Por exemplo, um cliente pode ter atrasado o pagamento pois esqueceu a data, outro pode ter deixado de pagar por má fé. 

Saber distinguir cada caso irá te ajudar a fazer possíveis negociações e resolver o problema de forma amigável. 

A dica aqui é categorizar os diferentes casos, podendo dividir em grupos de importância, ticket médio e tipo de serviços oferecidos. 

4. Ofereça opções aos clientes inadimplentes 

Se você seguir a dica número 03, esta também será muito relevante ao seu negócio. Após uma análise cuidadosa, você pode selecionar os casos mais interessantes e oferecer opções de pagamento para os clientes inadimplentes. 

Pequenas mudanças podem ajudar muito o contratante, com o cuidado é claro, de não prejudicar negativamente o seu caixa. Algumas sugestões são:

  • Mudar a data de vencimento dos pagamentos;
  • Oferecer outras formas de pagamento;
  • Parcelar o total da dívida;
  • Em último caso, fazer um downgrade no plano contratado.

5. Fazer a cobrança de forma educada e objetiva 

Quando falamos em como lidar com a inadimplência, uma grande questão vem em mente: Como lidar com a cobrança? 

Sabemos que este é um momento delicado e é muito importante que seja realizado por profissionais previamente preparados. Busque sempre manter o tom educado, com uma comunicação clara e objetiva. 

Você pode designar um responsável para esta função ou até mesmo optar por terceirizar suas cobranças, para que este processo seja feito de forma ainda mais eficaz e aliviando esta responsabilidade de sua equipe. 

Aqui na Paschoalotto, temos à disposição diversas soluções que podem te ajudar a lidar com as cobranças, além de opções para melhorar o seu relacionamento com seus clientes, BPO Financeiro e muito mais.

Lembrete final: Fique atento à legislação!

Além de aprender a como lidar com a inadimplência, é sempre importante lembrar que a LEI Nº 9.656, DE 3 DE JUNHO DE 1998, também conhecida como Lei dos Planos de Saúde,  traz diretrizes contratuais e regras para prestação de serviços, garantindo uma relação justa entre operadoras e beneficiários.

Por isso, consulte sempre a legislação e esteja atento à possíveis mudanças, para manter uma relação atualizada e ética com seus clientes.

Este conteúdo te ajudou? Então acesse nosso blog e confira outras publicações e dicas de como lidar com a inadimplência! 

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de nossas novidades. 

Posts recomendados
Deixe um comentário