Código de ética e conduta

Mulher no celular

Missão
Cuidamos de toda a cadeia de relacionamento das empresas com os seus clientes, oferecendo uma plataforma end-to-end que abrange todos os canais disponíveis (omnichannel) e combina o melhor da interação humana com a conveniência e as inúmeras possibilidades das mais modernas ferramentas digitais.

Nossos Valores

Foco no cliente sempre;

Compreender profundamente as demandas dos clientes e fornecer atendimento que leve em consideração cada uma das suas particularidades. Servir com paixão e qualidade, colocando as necessidades específicas dos clientes em primeiro lugar.

Agilidade é fundamental;

Ter capacidade de adaptação a mudanças e de atender a diferentes demandas com velocidade, sem abrir mão da consciência de resultados. Essa é uma das características mais valorizadas pelos nossos clientes, portanto, um dos nossos valores mais importantes.

Comprometimento e Excelência;

Assumir a responsabilidade por seus atos, atribuições e decisões. Agir e tomar decisões ponderando os diversos impactos de cada atitude – de curto e longo prazo. Cumprir aquilo que foi combinado, gerando entregas sustentáveis, consistentes e de alta qualidade.

Respeito;

Ouvir e valorizar diferentes opiniões. Adotar uma postura profissional, que leve em consideração o valor do trabalho do próximo, contribuindo para promover relações positivas, cordiais e colaborativas – com clientes, fornecedores, colegas de trabalho e terceiros.

Diversidade;

Promover uma estrutura de meritocracia, com iguais oportunidades para todos. Respeitar e valorizar as diferenças. Compreender que, sendo uma empresa de relacionamentos, um dos nossos maiores ativos é a variedade de pessoas e visões que possuímos.

Ética e Transparência;

Agir em acordo com a lei e as normas relacionadas ao nosso negócio, promovendo responsabilidade social. Realizar a devida prestação de contas com relações às nossas ações, de forma clara e correta.

Gestão pelo Exemplo;

Nossos valores e nosso jeito de trabalhar deve ser praticado e fomentado diariamente pelas lideranças. Conquistar legitimidade pela consciência e coerência, a fim de inspirar cada membro da equipe a agir da mesma forma.

Desde o início das atividades em 1998, a Paschoalotto toma decisões pautadas por suas crenças, princípios e valores, que formam nosso sólido alicerce corporativo, representado através de nossa Missão, Visão e Valores.

A definição desses valores baseou-se na essência da história da nossa companhia, que se traduz em agir sempre com ética, respeito, transparência, qualidade e inovação, para com todos que se relacionam conosco: clientes internos (colaboradores), externos (clientes), consumidores (clientes de nossos contratantes) e institucionais (qualquer órgão público, pessoa física ou jurídica que não tem relação comercial com a nossa empresa), contribuindo para o desenvolvimento da nossa Nação e preservando o meio ambiente.

Ao longo destes anos, com nosso crescimento e modernização, a Paschoalotto acompanha as constantes transformações na legislação, na ciência, em novas tecnologias, no perfil e no comportamento humano, que impactam diretamente na forma de relacionamento com todos os nossos públicos. E nenhum desses fatores modificará seu comportamento em relação as práticas e princípios éticos legais que permearam nossa trajetória.

Este Código de Ética e Conduta da Paschoalotto Serviços Financeiros S/A traz descritas as condutas para os relacionamentos internos e externos e que norteiam as relações dos clientes internos com nossos parceiros, consumidores, mercado, sociedade e instituições privadas ou governamentais. Ele representa a nossa Constituição nas relações éticas, morais e profissionais para todos os membros da Paschoalotto, independente de hierarquia, sendo eles sócios, diretores, gerentes, supervisores, estagiários, menores aprendizes, ou seja, todos seus clientes internos, em todas as unidades da Paschoalotto.

Após refletida leitura e protocolo de recebimento, é esperado que todos coloquem em prática o cumprimento destes princípios e que os líderes sejam verdadeiros exemplos de conduta e contribuam com o devido acompanhamento e divulgação destas práticas aos clientes Internos, bem como a todos que, de algum modo, tenham relação estreita de prestação de serviços para a Paschoalotto”.

Conselho de Administração

Para atingirmos um alto nível de padrão ético, não é suficiente conhecer a teoria, é preciso sentir, vivenciar inteiramente a situação, refletir, para só então agir com clareza.
Em nossa sociedade estamos diante de inúmeros dilemas éticos e controversos diariamente. Quando isso ocorrer, devemos nos perguntar se:
A ocorrência ou a decisão está alinhada com:

Premissas eticas

Motivado pelos valores da PASCHOALOTTO, o presente Código representa o seu compromisso com a ética e com uma conduta empresarial íntegra. É um mecanismo de Governança e deve servir como um guia para a conduta cotidiana de todos os envolvidos no dia a dia de suas atividades relacionadas à PASCHOALOTTO. Além disso, traz a forma correta de relatar conduta suspeita e clara violação. O Código de Ética da PASCHOALOTTO é aplicável a todos os clientes internos, inclusive empregados diretores e membros do Conselho da PASCHOALOTTO e suas afiliadas, além de terceiros que possuam qualquer tipo de relacionamento com a PASCHOALOTTO. O Código de Ética contém normas pelas quais todos os clientes internos devem pautar suas condutas funcionais nos relacionamentos internos e externos, cabendo a todos os clientes internos a zelar para que este Código seja amplamente divulgado e adequadamente cumprido.

Na PASCHOALOTTO, temos os mais altos padrões de integridade, confiabilidade e transparência. Visamos sempre a conscientização dos nossos Clientes Internos e de todos os envolvidos em nossos negócios. Temos um amplo alicerce engajado para lidar com os desafios e contamos com todos os clientes internos para que não aceitem conviver com atos antiéticos – inclusive reportando-os, caso ocorram.
Destacamos que a imagem, a reputação e a integridade da PASCHOALOTTO foram construídas e formadas pelo comportamento e postura de seus clientes internos e representantes, em todos os níveis hierárquicos, ao longo de toda a sua história. Deste modo, é importante que cada integrante da nossa equipe mantenha um comportamento adequado em todas as áreas da empresa. Uma boa reputação é algo frágil que precisamos proteger continuamente, pela condução leal e honesta de todos os nossos negócios, obedecendo não só ao texto, como também ao espírito da lei.
Desta forma, a conduta de todos os clientes internos deverá ser pautada pelos padrões éticos, independente da forma de atuação no que tange ao desenvolvimento das atividades, na forma presencial ou remota (home office) os quais são regidos pelos seguintes princípios:

  • ]Agir com integridade, competência, dignidade e ética quando lidarem com o público, clientes internos e externos, fornecedores, associados e/ou membros dos órgãos públicos;
  • Conduzir as transações pessoais e comerciais em conformidade com o texto, o espírito e a intenção das leis e regulamentos aplicáveis;
  • Preservar a imagem e o patrimônio da PASCHOALOTTO;
  • Trabalhar em equipe, num ambiente de respeito mútuo, esforçando-se para manter o ambiente de trabalho agradável, cooperando para que sejam atingidos os objetivos e propósitos da PASCHOALOTTO;
  • Manter confidencialidade quanto às informações das atividades referentes ao trabalho realizado na área em que atua ou qualquer outra informação estratégica da empresa;
  • Não atender a pressões e recusar vantagens que visem à obtenção de favores ou benefícios pessoais que possam influenciar suas decisões na atuação profissional;
  • • Evitar qualquer forma de constrangimento ás pessoas no ambiente de trabalho.

Assédio moral

O assédio moral é todo comportamento indesejado, discriminatório e repetitivo, ocorrido no trabalho (ou a ele relacionado de algum modo), que pode constranger alguém, sua dignidade, ou criar um ambiente desrespeitador, agressivo e/ou humilhante.


Assédio Sexual

O assédio sexual é todo comportamento inadequado, de caráter sexual, que pode ser demonstrado por ações, palavras ou qualquer tipo de comportamento, ocorrido no trabalho (ou a ele relacionado de algum modo), constrangendo alguém, sua dignidade, ou criando um ambiente desrespeitador, agressivo e/ou humilhante.
A PASCHOALOTTO não tolera qualquer forma de assédio, tais como sexual, moral ou de qualquer outra natureza, tampouco situações que configurem desrespeito, discriminação, preconceito, intimidação ou ameaça

Conheça outras atitudes que não toleraremos:

• Piadas, insultos ou insinuações vexatórias;
• Desrespeito com os subordinados;
• Comportamento ou demonstração de qualquer natureza que denote discriminação e/ou preconceitos de qualquer espécie, racial, de credo ou de gênero.

Assedio

A integridade física, a saúde dos clientes internos e a proteção ao meio ambiente são extremamente importantes para a PASCHOALOTTO, sendo prioridades mesmo diante de questões econômicas ou de produção. É de responsabilidade de todos seguir as orientações sobre o tema, compartilhadas pelos meios de comunicação interno.

Nossos colaboradores deverão conviver de maneira respeitosa com o meio ambiente e com a comunidade nas quais nossos negócios estão inseridos.
Devemos zelar pela saúde e integridade física dos colaboradores, sendo muito importante que todos assumam suas responsabilidades na prevenção a acidentes no ambiente de trabalho. Quando cuidamos da integridade física de nossas instalações e equipamentos técnicos, evitamos também possíveis riscos de acidentes.

É nosso dever adotar uma correta abordagem aos desafios ambientais, buscando constantemente o desenvolvimento de práticas e tecnologias que não agridam o meio ambiente.

As comercializações de interesse particular são proibidas nas dependências da PASCHOALOTTO, bem como troca, o armazenamento ou a utilização de conteúdo obsceno, discriminatório, violento, pornográfico, difamatório ou racista que desrespeite qualquer indivíduo ou entidade.

EXEMPLO: Desta forma, não é permitido que um cliente interno da Paschoalotto venda comidas, doces, cosméticos, entre outros, durante seu horário de expediente.

A privacidade e confidencialidade das in formações da PASCHOALOTTO, clientes e parceiros devem ser rigorosamente respeitadas.

Informações privilegiadas são dados relevantes sobre uma empresa que não podem ficar disponíveis ao público e devem ser tratadas com sigilo e rigor adequados.

A PASCHOALOTTO e seus colaboradores deverão observar o disposto na Lei nº 13.709/18 (“Lei Geral de Proteção de Dados” ou “LGPD”), no tocante às práticas relacionadas ao uso e tratamento de dados pessoais.

Informações produzidas no ambiente PASCHOALOTTO – Todo trabalho técnico, redação, invento, ensaio ou projeto desenvolvidos para atender aos interesses da Empresa, produzidos durante o período em que seu autor estiver prestando serviço a PASCHOA LOTTO, serão de propriedade única e exclusiva da Empresa.

São consideradas informações confidenciais: cadastros (dados de pessoas físicas ou jurídicas) , dados técnicos sobre soluções e produtos , objetivos, estratégias, táticas , dados comerciais, orçamentos anuais, planejamento de cu r t o e longo prazo, volume e condições de vendas, resultados de pesquisas, dados estatísticos, financeiros , contábeis, b em como quaisquer outras informações ou dados que estejam vinculados ou relacionados com o interesse da Empresa ou seus clientes .

Todos os clientes internos têm o dever de preservar as informações e não dividi-las com outros, inclusive colegas, a menos que seja por motivo legítimo de trabalho.

EXEMPLO: os dados cadastrais e eventualmente sobre situação financeira de um cliente final (pessoa física) contatado por um funcionário da Paschoalotto para efetuar a cobrança amigável, assim como quaisquer diretrizes encaminhadas pelo banco que contratou a Paschoalotto sobre eventual acordo, não devem ser divulgados em qualquer hipótese. Da mesma forma não é ético e/ou lícito fazer comentários sobre negócios da Empresa em locais públicos, com familiares, em momentos de lazer e, principalmente, com concorrentes.

Informações de Clientes – Os clientes esperam da PASCHOALOTTO e de seus clientes internos, tratamento na mais estrita confidencialidade das informações sobre eles e de seus respectivos clientes/consumidores.

Cuidados especiais – Todos os clientes internos deverão guardar todos os documentos e informações relativas aos clientes, ao término de seu expediente, em gavetas ou arquivos próprios, mantendo seu posto de trabalho livre para limpeza e com a segurança adequada. Os clientes internos devem também estar atentos a qualquer descarte de papeis, documentos ou arquivos que contenham informações sigilosas ou sobre procedimentos, normas ou estratégia da empresa e/ou parceiros.

Os locais de acesso, após o expediente, deverão ser de circulação restrita e controlada.

O acesso às salas de arquivos (físicos e eletrônicos) será permanentemente controlado.

Não se admite a utilização ou a divulgação de quaisquer informações confidenciais da Empresa para qualquer propósito pessoal, com benefícios para si ou para terceiros.

A PASCHOALOTTO formaliza ainda junto aos seus clientes internos a Política de Segurança da Informação e Política de Privacidade, onde constam todas as especificidades sobre sigilo, confidencialidade, proteção e privacidade das informações e responsabilidades de cada um.

As pessoas que possuem acesso às informações mais sensíveis e são de áreas técnicas devem ainda assinar um termo de responsabilidade civil e penal de sigilo das informações.

É dever do Cliente Interno impedir o acesso de quem quer que seja a tais informações, cumprindo dever de cuidado.

A PASCHOALOTTO condena qualquer ato que possa restringir o comércio ou a livre concorrência, em especial as práticas ilegais de formação de cartel, fraude a licitações ou abusos de poder.

Qualquer contato abrangendo concorrentes, deverá ter alinhamento prévio com a área de Compliance e Departamento Jurídico.

O Compliance tem como um de seus pilares a defesa da livre concorrência. É de responsabilidade de todos conhecer e utilizar as regras e os cuidados expostos no nosso programa de Compliance bem como reportar qualquer conduta duvidosa que tenha conhecimento.

Relações com Clientes

A PASCHOALOTTO acredita que a relação com o cliente deve ser pautada no espírito de parceria de longo prazo. Para que isso ocorra, TODOS os clientes internos deverão atender aos clientes com cortesia, clareza, transparência, eficiência, respeito, com “espírito de servir”, objetivando atender às suas necessidades e expectativas, com alto nível de comportamento ético e profissional.

Deve ser evitado o tratamento preferencial a qualquer cliente por critérios pessoais, sentimento ou interesse pessoal.

Relações com Concorrentes

Acreditamos que o relacionamento com os concorrentes de mercado deve ser baseado na concorrência leal.
Nossa competitividade é exercida com base nesse princípio e na qualidade de nossos serviços e soluções.
Devem-se evitar comentários que possam afetar a imagem dos concorrentes, criar ou divulgar boatos que possam prejudicá-los.
É terminantemente proibido fornecer informações confidenciais ou estratégicas de propriedade da PASCHOALOTTO.

EXEMPLOS: nunca compartilhar com concorrentes informações próprias confidenciais, concorrencialmente sensíveis (números, valores, etc.) ou relacionadas às estratégias da empresa;

Se retirar de situações que possam envolver situações concorrencialmente sensíveis;

Nunca participar de entidades cujo próprio objeto é a coordenação entre concorrentes;

Reportar imediatamente à área Jurídica e de Compliance qualquer situação imprópria de iniciativa de um concorrente ou a divulgação por ele, por qualquer meio, de informações concorrencialmente sensíveis, para conhecimento e eventuais providências.

A prevenção e o combate à corrupção guiam os esforços da Paschoalotto. Todos os funcionários devem ter ciência que atos indevidos podem gerar impactos muito negativos para a Paschoalotto, sendo vedado todo e qualquer tipo de corrupção. A Paschoalotto tem um compromisso de transparência e honestidade com seus fornecedores, nos processos de compra e/ou contratação. Os critérios utilizados para isso são técnicos, profissionais, éticos e baseados nas melhores práticas de mercado e boa reputação dos fornecedores, objetivando o melhor retorno em termos de custo e qualidade.

É terminantemente proibido receber comissões, vantagens e presentes dos fornecedores, devendo ser comunicados à área de Compliance, quaisquer oferecimentos dessa natureza.

É vedado a todos, no exercício de sua condição funcional, obter privilégios de preços ou de outra natureza, para aquisição de bens para uso pessoal, como participação em sociedade que possam causar conflito de interesse nas relações negociais.

Todos os colaboradores da Paschoalotto devem se manter atualizados sobre as leis e regras vigentes.

Todo colaborador é responsável por seus atos dentro das dependências da PASCHOALOTTO e durante o exercício do seu trabalho. Cada um tem o compromisso de conhecer e respeitar as leis e normas vigentes aplicáveis às suas atividades, bem como os procedimentos internos da PASCHOALOTTO.

EXEMPLO: Não é permitido que um funcionário da Paschoalotto aceite, deste modo, qualquer presente (exemplos: uma garrafa de vinho, uma viagem, um perfume etc.) do sócio de um potencial fornecedor interessado em trabalhar com a Paschoalotto.

A PASCHOALOTTO segue a Lei Nº 12.846/13 e tem firmado junto aos seus fornecedores e prestadores de serviços este Código de Ética e Conduta, firmando assim seus princípios e diretrizes a serem adotadas por todos os clientes internos.

As relações com as comunidades nas quais a PASCHOALOTTO atue devem ser pautadas pelo comportamento cortês, pela parceria, transparência, civilidade, atitude construtiva e respeito mútuo; buscando sempre preservar a imagem da Empresa e as boas relações com os seus vizinhos e/ou comunidade.

A Paschoalotto, dependendo da ocasião, se estiver em alinhamento com seus propósitos, pode realizar doações de caridade. As doações em ações sociais, especialmente aquelas que envolvam o poder público, devem ser submetidas à avaliação da Área de Compliance da PASCHOALOTTO. Estas ações serão devidamente precedidas da análise profunda do beneficiário, e contarão com contrato que inclui cláusula anticorrupção e garante o uso adequado dos recursos e que sejam capazes de formatar documentos formais, com comprovações de notas ou isenção fiscal. Práticas estas as quais são contabilmente lançadas e registradas. Não serão aceitas parcerias no campo social que possam influenciar ou comprometer as relações profissionais e comerciais da PASCHOALOTTO

O relacionamento da PASCHOALOTTO com a imprensa é pautado no compromisso de disponibilizar informações precisas e transparentes, de acordo com princípios éticos, obedecendo à legislação vigente, de forma a manter a relação de confiança com os meios de comunicação e a imagem positiva da Empresa junto à opinião pública.

Toda matéria a ser publicada nos meios de comunicação relacionada à PASCHOALOTTO deverá ter prévio conhecimento da área de Comunicação e Marketing e da Diretoria da PASCHOALOTTO, com autorização expressa de divulgação da matéria a ser veiculada.

As ações de publicidade e propaganda da Empresa seguem princípios éticos, a legislação e os códigos profissionais vigentes no país e são praticadas com transparência, veracidade e respeito aos princípios da livre concorrência e de proteção ao consumidor.

Não serão autorizadas ações isoladas de marketing que não obedeçam aos critérios e padrões definidos pela Diretoria e a área de Comunicação e Marketing.

O fortalecimento da imagem e reputação da PASCHOALOTTO também se dão por meio de nosso comportamento diário com o público com o qual nos relacionamos, incluindo os posicionamentos em mídias digitais e sociais. Para tanto nossa forma de agir, dentro e fora da empresa deve estar sempre em consonância com nossos princípios e valores.

A PASCHOALOTTO reconhece os órgãos sindicais como representantes legítimos dos Clientes Internos e busca manter com eles um relacionamento harmonioso, com o objetivo de negociar reivindicações de seus Clientes Internos, em alinhamento com as estratégias da Empresa. Ressalve-se, no entanto, a prerrogativa inalienável da Empresa relacionar-se diretamente com os clientes Internos e conduzir as questões que envolvam as relações trabalhistas.

Reconhece, também, as associações e entidades de classe, legalmente constituídas, para manter diálogos de entendimentos para atender às necessidades das partes, buscando soluções adequadas.

O relacionamento com sindicatos e associações baseia-se em fatos e dados, fundamentados sobre ética, integridade, transparência e informações realistas.

A PASCHOALOTTO se compromete a manter seus Clientes Internos informados sobre os assuntos de seu interesse decorrentes das negociações.

Não devem ser aceitos, nem oferecidos presentes, comissões, ou quaisquer outras vantagens de caráter pessoal, oferecidos por qualquer entidade relacionada à Paschoalotto, sejam clientes externos ou fornecedores, de forma direta ou indireta, valendo-se de seus cargos e funções da PASCHOALOTTO, exceto ao que se refere a brindes institucionais de menor valor, como canetas, cadernos, canecas, garrafas, mochilas, cestas e semelhantes, devendo conter o logotipo da empresa ofertante.

No caso de recebimento de brindes que excedam as características acima descritas, o beneficiado deve devolver imediatamente ao ofertante. Na absoluta impossibilidade de devolver este material, a situação deve ser reportada para a área de Compliance para que o material tenha uma finalidade adequada.

Todo e qualquer convite para participar de cursos e congressos nacionais e internacionais, deverão ser aceitos somente mediante aprovação do diretor respectivo, juntamente com a área de Compliance.

É vedado o oferecimento de brindes, presentes, cortesias, a qualquer pessoa externa à empresa, seja ela uma entidade pública ou privada, exceto os institucionais.

É proibido ao Cliente Interno realizar qualquer tipo de contribuição em valor, bens ou serviços para campanhas ou causas políticas que de qualquer modo possam ser ligadas à Paschoalotto.

A PASCHOALOTTO respeita o direito individual dos Cliente Internos de se envolverem em assuntos cívicos e políticos, devendo o Cliente Interno tornar claro que quaisquer manifestações são suas, e não da empresa.

A PASCHOALOTTO proíbe a realização de pagamentos, a título de gratificação, o oferecimento ou entrega, de forma direta ou indireta, de qualquer favor, doação ou vantagem à funcionários públicos ou autoridades do governo para a agilização de serviços de rotina ou ações administrativas, ou a qualquer título.

O relacionamento da PASCHOALOTTO com seus Clientes Internos e Externos pauta-se pelo respeito e cumprimento da legislação em vigor, nos contratos, acordos assinados em negociações coletivas e regulamentos internos da Empresa. A PASCHOALOTTO prima pela manutenção de um Clima Organizacional saudável e harmonioso para a realização profissional de seus Clientes Internos, dentro de um ambiente de trabalho produtivo, saudável, seguro e de respeito mútuo, em que a responsabilidade individual seja exercida em sua plenitude, com adequada qualidade de vida em suas unidades de negócio. 

A Empresa mantém os seus Clientes Internos informados sobre seu desempenho profissional, de forma respeitosa, individual e confidencial.

Todas as diretrizes aplicadas pela PASCHOALOTTO e descritas neste código se aplicam a todos os empregados seja no exercício de suas funções de forma presencial ou remota (home office).

O princípio geral que orienta a política de conflitos de interesses da PASCHOALOTTO determina que todos nós devemos evitar as situações em que os interesses pessoais dos clientes internos possam ou pareçam conflitar com os interesses da Empresa ou de seus fornecedores.

Um possível conflito de interesse existirá sempre que nós, clientes internos, (ou um parente próximo) tivermos interesse direto ou indireto em qualquer transação ou proposta que envolva a PASCHOALOTTO, a ponto de poder afetar nossa decisão.

EXEMPLO: Se um funcionário da Paschoalotto, da área novos negócios, tem um irmão que trabalha em um Banco que está interessado em contratar a Paschoalotto, inclusive estando em fase de negociação – o funcionário da Paschoalotto deve agir com transparência e reportar tal situação a área de Compliance. Isso porque, esta situação aparenta ser conflituosa.

O simples indício de conflito de interesse pode ser tão nocivo à reputação da PASCHOALOTTO quanto o fato verdadeiro e dependendo das pessoas envolvidas, pode ser até mais difícil de distinguir o que é e o que não é conflito de interesse.

Reforçamos que todos os relacionamentos com os clientes devem ser confidenciais. As negociações devem ser conduzidas com prudência e as decisões devem ser objetivas. A transparência e sinceridade no trato com nossos colegas de trabalho e superiores é imprescindível, sendo vedado que alguém se beneficie indevidamente, fortalecendo sua posição pessoal, em virtude da associação com a PASCHOALOTTO.

A PASCHOALOTTO permite a contratação de parentes desde que o desenvolvimento das atividades não propicie:

• Manter subordinação direta;
• Verificar, auditar ou afetar o trabalho um do outro e
• Influenciar a progressão salarial um do outro.

Os Sócios, Diretores, Executivos, Gerentes, Coordenadores, Supervisores e Membros do Conselho não poderão contratar novos parentes em qualquer nível e departamento, salvo se devidamente comprovado a experiência na área de atuação do parente, ora candidato, após aprovação em processo seletivo pelo RH da empresa e expressa autorização da Diretoria e Presidência Executiva.

Os que trabalham atualmente e que tenham relação de parentesco com alguns Clientes Internos da PASCHOALOTTO poderão manter tal condição, desde que respeitando os três princípios listados acima.

As demais exceções deverão ser tratadas pela área de Recursos Humanos, com aprovação expressa da Diretoria e/ou Presidência da Empresa.

A imagem da PASCHOALOTTO deverá ser preservada e defendida por todos os Clientes Internos. Sempre que estiverem representando a Empresa, seja pessoal ou virtualmente, ou mesmo em ambiente comum com mais colegas de trabalho, deve-se observar as leis vigentes e empregar os melhores princípios éticos e morais em sua conduta.

Ainda que estejam em momentos de lazer, fora do expediente de trabalho, os Clientes Internos devem ter em mente que a imagem da empresa está vinculada a eles a todo tempo.

Da mesma forma, a PASCHOALOTTO recomenda que os Clientes Internos utilizem, com responsabilidade e ética, as mídias sociais.

As opiniões expostas por colaboradores nestes canais não podem passar a impressão de ser uma posição institucional da Paschoalotto. Nesse mesmo sentido, vale reforçar que materiais, opiniões e informações institucionais a serem publicados em mídia social deverão ter prévio conhecimento da área de Comunicação e Marketing e da Diretoria da PASCHOALOTTO, com autorização expressa de divulgação.

Portanto, não é permitido que o Cliente Interno poste, compartilhe ou interaja com algo ou alguém que possa vir a prejudicar a imagem da empresa nas mídias sociais e/ou em ambiente virtual. Dessa forma, é vedado que o Cliente Interno propague conteúdos ofensivos e/ou difamatórios. O descumprimento desta diretriz é passível de medidas disciplinares e judiciais cabíveis, seja por iniciativa própria ou por conivência. Para orientação específica, acesse o Manual de Conduta em Mídias Sociais completo no http://portal.paschoalotto.com.br.

Os Cliente Internos não poderão ter outras atividades paralelas que prejudiquem o exercício eficiente de suas funções na empresa.

Todo o patrimônio da Empresa deverá ser protegido e preservado, dentro e fora do ambiente de trabalho, bem como na atuação em home office, sendo responsabilidade do empregado resguardar e conservar a infraestrutura física, lógica e tecnológica, disponibilizada para o desenvolvimento das atividades.

O resultado do trabalho de natureza intelectual e de informações estratégicas gerados na empresa é de propriedade exclusiva da PASCHOALOTTO.

O patrimônio da Empresa não pode ser utilizado para a obtenção de vantagens pessoais e nem fornecido a terceiros, para quaisquer fins, salvo em caso de exceções aprovadas pela Diretoria ou Presidência.

A Segurança das informações deve ser tratada com total zelo. O uso inadequado dos sistemas de tecnologia da Informação é vedado, podendo trazer a uma série de riscos.

É proibida a utilização de softwares ou hardwares piratas e/ou não autorizados ou homologados pela PASCHOALOTTO.

Os sistemas eletrônicos disponibilizados pela PASCHOALOTTO devem ser utilizados pelos colaboradores para o bom desempenho de suas funções.
O conhecimento de nossas políticas de segurança da informação é de responsabilidade de todos.

A Paschoalotto se reserva o direito de auditar/acessar as ferramentas de trabalho disponibilizadas para que o funcionário exerça suas tarefas.

A PASCHOALOTTO preza pela segurança e bem-estar de todos os seus Clientes Internos. Portanto, é de suma importância para a Empresa e para os clientes que a contratam, a minimização dos riscos a que os líderes são expostos.

Não é recomendada viagem de três ou mais executivos da Empresa com o mesmo meio de transporte, seja veículo automotor (carro e ônibus) ou mesmo em aeronaves, cuja combinação coloque em risco a continuidade das atividades da área ou da Empresa.

O executivo deverá ter consciência sobre a preservação do seu back-up.

Para esse fim, são considerados executivos os profissionais em cargo de liderança como: Supervisor, Coordenador, Gestor, Gerente, Superintendente, Diretor e Diretor-Presidente.

Férias – Os executivos da Empresa deverão programar suas férias anuais de tal forma que as atividades da sua respectiva área tenham sempre um líder substituto que possa tomar decisões em seu lugar e que mantenha a plena continuidade das atividades.

O Canal de Comunicação da Paschoalotto tem por objetivo receber quaisquer denúncias, reportes ou dúvidas relacionadas (i) ao descumprimento de políticas, legislação e regulamentação aplicáveis à PASCHOALOTTO; e (ii) aos assuntos contidos neste Código.

Os descumprimentos destas diretrizes e das políticas da PASCHOALOTTO deverão ser reportados pelos colaboradores via Canal de Comunicação e/ou ao respectivo líder imediato para que o caso seja analisado pela Ouvidoria com apoio das áreas de Auditoria Interna e Compliance.

O Canal de Comunicação é uma ferramenta gerida pela Auditoria Interna, com apoio da Área de Compliance, que garantirá a confidencialidade e sigilo das denúncias, bem como o anonimato do denunciante, sendo proibida qualquer forma de retaliação. Este canal poderá ser utilizado por todos os colaboradores, por fornecedores e demais parceiros comerciais da PASCHOALOTTO, bem como por quaisquer terceiros que tiverem conhecimento de possível ação irregular.

Assim, se você tiver alguma pergunta ou relato de não-conformidade para fazer, entre faça seu reporte através do endereço colocado abaixo:

Ouvidoria: ouvidoria@paschoalotto.com.br

Qualquer pessoa que solicitar esclarecimentos alusivos a este Código, denunciar possível violação das políticas e normas da PASCHOALOTTO ou auxiliar uma investigação estará adotando a conduta correta e incentivada pela PASCHOALOTTO.

Será punida toda medida que constitua retaliação contra o profissional que tenha feito denúncia.

Se você estiver sofrendo ou suspeitar que alguém esteja sofrendo algum tipo de represália, informe imediatamente a área de Auditoria Interna, por meio do Canal de Comunicação.

Sugestões de modificações
O Conselho de Administração da PASCHOALOTTO tem como responsabilidade aprovar e atualizar o presente Código. Sugestões de melhorias ou qualquer outra deverão ser encaminhadas à Área de Compliance.

Violações ao Código e suas consequências
O não cumprimento das regras descritas neste Código será conduzido com a seriedade e importância devidos, sendo tratado de forma adequada para, quando for o caso, seja aplicada medida disciplinar. A obediência a todas as diretrizes do Código é responsabilidade de todos os clientes internos da Paschoalotto.

As medidas disciplinares têm por finalidade garantir o cumprimento das regras estipuladas neste Código, sendo que sua aplicação dependerá da gravidade da violação e de demais circunstâncias relacionadas ao caso específico. Elas podem variar conforme exemplificado abaixo:

Termo de orientação > Advertência verbal ou por escrito > Suspensão > Demissão por justa causa

Ainda, a PASCHOALOTTO poderá aplicar, em relação aos terceiros que possuam qualquer tipo de relacionamento com a PASCHOALOTTO, como ação disciplinar, o encerramento da relação contratual existente com a PASCHOALOTTO, sem prejuízo das medidas judiciais cabíveis.

Os casos de aplicação da gestão de consequências devem ser discutidos no âmbito do Comitê de Ética envolvendo, se for o caso, a gestão imediata, a área de Compliance e eventuais outros departamentos envolvidos, para que busquem embasar e documentar a sua decisão.

Em caso de dúvidas, situações não mencionadas no presente Código, ou reporte de situações suspeitas, é necessário encaminhar reporte para análise e conhecimento da área de Ouvidoria pelo endereço de e-mail: ouvidoria@paschoalotto.com.br.

Buscamos ser reconhecidos pelos colaboradores como fonte de aprendizado e de desenvolvimento constantes. Para isso, oferecemos treinamentos voltados ao aprimoramento das competências necessárias para o dia a dia do nosso negócio.

Realizaremos treinamentos periódicos com nossos colaboradores, visando recordar o disposto neste Código, bem como dirimir todas as dúvidas eventualmente levantadas por eles.

Este item do Código tem o objetivo de conceituar termos utilizados ao longo do texto.

Autoridade ou servidor da administração pública: Considera-se autoridade, agente público ou servidor qualquer pessoa que possua mandato, cargo, emprego ou função, remunerada ou não, na administração direta ou indiretamente ligada a qualquer um dos Poderes ou órgãos e entidades estatais nas esferas federal, estadual ou municipal, no Brasil e/ou no exterior, incluindo terceiros que representem os interesses ou atuem em nome de pessoas que se enquadram nesta definição.

Clientes Internos: todo e qualquer empregado, estagiário, menor aprendiz, líderes, diretor ou sócio da Paschoalotto.

Empresas: este termo abrange a Matriz e todas as filiais da Paschoalotto.

Líderes: são empregados da Paschoalotto que ocupam cargo de supervisor, coordenador, gestor, gerente, diretor e diretor-presidente.

Patrimônio da empresa: bens físicos e intelectuais da Paschoalotto, que inclui sua marca e demais bens intangíveis, bens móveis e imóveis, tecnologia, estratégias de negócios e de comercialização, informações, pesquisas e dados.

Terceiros: qualquer indivíduo ou empresa que tenha relação comercial de qualquer natureza à Paschoalotto.

Os seguintes documentos, mencionados ao longo do Código são divulgados através dos meios de comunicação interna e podem ser encontrados através do endereço: www.portalpaschoalotto.com.br

• Manual de Conduta em Mídias Sociais
• Programa de Integridade e Compliance
• Política de Segurança da Informação

O disposto neste Código entrará em vigor na data de aprovação pelo Conselho de Administração.

Caberá ao Conselho de Administração promover as alterações necessárias a este Código, conforme sugestões a serem realizadas pela área de Auditoria Interna, diretamente ou por meio do Comitê de Auditoria, com apoio da Área de Compliance.

É exigido que todo colaborador assine o Termo de Responsabilidade, Compromisso e Adesão a este Código (Anexo I), comprometendo-se a zelar pela aplicação das normas e princípios nele contidos.

No mesmo sentido, é exigido que todos os contratos com terceiros contenham disposição pela qual o terceiro se comprometa a observar as disposições deste Código.

Entendo que o presente Código de Ética e Conduta revela os Valores e Princípios da PASCHOALOTTO, refletindo compromisso de profissionalismo e transparência. Declaro que o recebi e comprometo-me a lê-lo e a cumpri-lo integralmente em todas as minhas ações no trabalho.

Declaro ter recebido esclarecimentos quanto a este Código de ética e Conduta, a Política de Segurança da Informação e ao Manual do Programa de Integridade e estar ciente que terei acesso, mesmo fora da empresa, para consultá-lo através do Portal Paschoalotto e que deverei ler e ter conhecimento do inteiro teor das normas constantes nestes instrumentos, comprometendo-me a cumpri-los fielmente em todas as minhas ações no trabalho.

Declaro ter ciência que as políticas e manuais são atualizados frequentemente, sabendo que as atualizações serão comunicadas via e-mail ou outro meio de comunicação disponível, devendo ser seguida sempre a última versão em vigência.

Declaro ter conhecimento de que a não observância das regras constantes nestes materiais e quaisquer outras políticas da empresa acarretará as punições disciplinares cabíveis. Ainda, declaro ter conhecimento de que o Comitê de Auditoria analisará as infrações a este Código, sugerindo à liderança a respectiva sanção em caso de seu descumprimento, que poderá inclusive acarretar no desligamento por justa causa do Cliente Interno infrator, sem prejuízo de eventual responsabilização civil e criminal.

Data
Nome Completo
CPF
NC (Número de cadastro)
Assinatura